The Voice: USA X Brasil

11 de outubro de 2012
Quem acompanha o blog faz um longo tempo sabe que sou apaixonada pelo The Voice USA, que assisto desde o primeiro episódio e inclusive apresentei ele aqui no blog, quem perdeu é só clicar aqui.

Muita coisa mudou desde o começo, tudo melhorando é claro, e continuo firme e forte assistindo a cada episódio.Recentemente estreou o The Voice Brasil, e achei uma oportunidade interessante trazer aqui para vocês uma breve comparação entre eles, e também porque foi uma indicação da Grazielle eu fazer este post, então vamos lá.


Assim que eu fiquei sabendo quais seriam os jurados, tinha certeza até em qual cadeira que cada um ia sentar, e não é que tinha razão?


Um tanto quanto óbvio os lugares de cada um, e também claro a escolha dos jurados, eles não quiseram inovar nem fazer algo diferente, como aconteceu no The Voice Uk.

Ambiente                                                                                                                 
No cenário, acho que eles quiseram tentar inovar e não gostei de como ficou o cenário do The Voice BR, achei que faltou algo. Na hora da gravação os jurados estão com microfone isso não tem na versão USA, e as câmeras ficam aparecendo várias vezes, também não gosto disto, acho que tem que ser tudo discreto.

Jurados (ou técnicos, ou como eu prefiro, mentores.)                                                       
Nos primeiros episódios os jurados da versão BR não foram tão humildes com os candidatos e isso eu não gostei, acho na verdade que eles ainda estavam meio travados, não sabiam ainda como agir, mas isso já mudou drasticamente no terceiro episódio.

A forma como esses técnicos falavam com os candidatos, os que eram aceitos ou não, era muito superficial, não falam tecnicamente com as qualidades e defeitos da pessoa, uma crítica construtiva  mas como falei no parágrafo anterior, isso também mudou, estão bem melhores. Li em algum lugar, se não me engano no facebook alguém comentando que gostaram dos jurados serem assim, sem ofender, concordo em partes, acho muito interessante quando os jurados criticam de uma forma que possa ajudar um participante a melhorar.

Nos primeiros programas Daniel, Claudia Leitte, Carlinhos Brown e Lulu Santos não disputavam pelos candidatos, parecia apenas que tanto fazia qual mentor fosse escolhido, mesmo todos tendo virado a cadeira. Sem contar que não tinham interesse no candidato, perguntando dele e falava mais de aparência dele do que da capacidade vocal.

O que eu mais gostei do The Voice BR                                                                           
Tiago Leifert! Sem sombra de dúvidas é bem melhor que o Carson Daly na primeira temporada do programa, se sai melhor no programa, com as famílias, etc. Mas ainda acho que a participação de ambos é bem pouca, poderiam fazer mais coisas.

Alguns candidatos tem sua história de vida apresentada antes de irem para o palco, e adorei a forma como isso é feito, é diferente e bom! Os mentores são bons juntos, conseguem alfinetar um ao outro de uma forma bem engraçada, que com certeza entreterem o público.

E tem uma coisa que eu realmente não gostei no The Voice BR                                          
A falta de suspense pra descobrir qual mentor o candidato escolhe! É bem legal ficar esperando, ansioso, para saber quem fica com quem.

Uma análise geral                                                                                                       
Por ser o primeiro The Voice Brasil, ele está ótimo, mas como todo programa precisa de melhoras, e com o tempo tudo vai ficar muito melhor! E claro, ainda prefiro e muito o The Voice USA, já estou muito mais acostumada afinal, j´s está na 3ª temporada! Mas adorei a Rede Globo trazer este formato, de programa de calouros, para a rede aberta no Brasil. Só espero que o ganhador consiga o reconhecimento merecido, e que não se torne esquecido rapidamente.

E alguém aqui já assistiu o BR? E o USA? Quero opiniões de vocês também!

xoxo.

Nenhum comentário

Postar um comentário

 
Desenvolvido por Michelly Melo.